Avenida Pasteur, nº 154, 12º andar - Botafogo - Rio de Janeiro, RJ, Brasil
+5521991291074

Sustentabilidade no Mercado Plástico: um caminho possível

O Blog da Polen é um espaço exclusivamente dedicado ao compartilhamento, divulgação e publicação de notícias, artigos, colunas e relatórios sobre o universo dos resíduos sólidos no Brasil e no mundo. Aqui você encontrará conteúdo relevante, escrito por profissionais com experiência e vivência no setor. Dentre as pautas a serem abordadas, estão: guias de boas-práticas na gestão de resíduos; legislação e regulação do setor; novas tecnologias, soluções e aplicações para o reaproveitamento, reuso e reciclagem dos resíduos; economia-circular; logística-reversa e muito mais!

Sustentabilidade no Mercado Plástico: um caminho possível

Sustentabilidade no Mercado Plástico: um caminho possível

Em cinco anos de Portal, pudemos acompanhar de perto a trajetória evolutiva do mercado de transformação plástica. Seu crescimento, evolução e tecnologia dentro do manuseio da matéria-prima, a inclusão nos conceitos da Industria 4.0, e tantos outros picos evolutivos dos últimos anos. Mas nada se compara ao tema sustentabilidade.

Um tema ainda muito embrionário, e para muitos ainda muito subjetivo, para nós sempre foi claro que esse seria o futuro do mundo, e consequentemente de toda a cadeia produtiva do mercado do plástico. Há dois anos, em uma feira segmentada voltada ao setor de máquinas para plásticos, o número de empresas que falavam em reciclagem não passava de 10%.

O material, oriundo do reuso da resina plástica, era utilizado em sacos de lixos, e outros materiais de pouco valor para o mercado e visto com baixo valor, e sinônimo de pouca qualidade por parte de quem a utilizava.

Hoje, dois anos depois daquele evento, foi apresentada uma feira em que o mote foi sustentabilidade. Mas será que a gente sabe o que isso significa? Hoje nós, do Portal Plástico Virtual, vamos trazer algumas informações que podem contribuir para esclarecer o assunto.

No papel, sustentabilidade se caracteriza pela condição de um sistema que permite a permanência em determinado nível por um prazo estipulado. Ou seja, é sustentar, conservar, cuidar e apoiar. E isso se aplica a tudo, de um material a um processo industrial.

Claro que o plástico é apontado como principal produto desse processo, já que ele é responsável por tantas variáveis, aplicações e utilidades. Criado a partir do petróleo, ele é facilmente o vilão, mas será que é bem assim? Será que são os canudos o problema, ou o seu descarte? Será que reciclar é o caminho, ou encontrar novas possibilidades dentro da matéria-prima não seja o ideal?

Mas como ela se aplica ao mercado plástico?

O plástico é um material criado em laboratório para se tornar um produto durável, barato e com resistência. Por essas características, uma de suas diversas aplicações está em produtos de utilização única, de canudos a seringas, passando por embalagens.

Foi a sua criação que auxiliou a evolução de diversos segmentos, como o de alimentos, visto que a taxa de desperdício alimentar caiu consideravelmente desde sua aplicação.

Com o passar dos anos, o baixo custo do material plástico o transformou em vilão do meio-ambiente. Quem nunca foi à praia e encontrou um canudinho, ou um copo plástico jogado nas águas do mar? Mas será que a culpa é só do material?

Levando em consideração o conceito de sustentabilidade, reciclar o plástico seria a solução ideal, não é mesmo?

Essa é uma solução óbvia e rápida, visto que o material inserido no mercado é grande, só que o retorno para as cooperativas de reciclagem demanda uma logística reversa trabalhosa, além a questão financeira. Segundo o Plastivida, apenas 10% de todo material plástico produzido é reciclado no país. Isso mostra que, apesar de uma alternativa bem difundida, a prática é bem diferente da teoria.

A questão da reciclagem foca no que fazer com o material no pós-consumo, mas para a cadeira produtiva do plástico o processo de sustentabilidade deve começar no início da produção.

Vamos conversar então sobre sustentabilidade no mercado plástico?

É muito claro que o plástico como vemos hoje tem seus dias contados. O mundo mudou, evoluiu e para nós é notório entender que ele também precisa evoluir.

Ao longo do mês de junho traremos alguns questionamentos importantes sobre o assunto, além de mostrar as boas práticas do mercado do plástico sobre a questão.

Mais do que falar sobre sustentabilidade, vamos mostrar na prática como o assunto pode ser rentável, ter baixo custo e ser de eficiente aplicação para qualquer ponto da cadeia.

Traremos uma entrevista com a CEO de uma indústria plástica, para que ela fale sobre o novo produto feito a partir das aparas que sobram do material principal. Eles são reprocessados e comercializados dentro da própria marca, e garantem sustentabilidade no processo de resíduos.

As embalagens e novos produtos feitos a partir de um material apenas, ou de fontes renováveis também farão parte do que programamos para o mês da sustentabilidade, criado em homenagem ao Dia Nacional do Meio Ambiente. Uma forma de mostrar ao mercado que é possível falar de meio ambiente e de plástico sem tornar o assunto polêmico ou negativo. Traremos novas tecnologias e novas possibilidades para a cadeia, numa forma de dar visibilidade ao que temos de mais moderno na cadeia, e que pode funcionar como encorajador de oportunidades dos dois mundos.

O Portal Plástico Virtual divulga notícias da cadeia do transformador plástico, sempre com foco em informações pertinentes ao setor, buscando trazer a tona boas práticas, novas tecnologias e outras possibilidades para o setor.

Esperamos vocês para dividirmos experiências, conhecimento e dados sobre o mercado plástico e suas aplicações dentro de um assunto tão importante.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *