Avenida Pasteur, nº 154, 12º andar - Botafogo - Rio de Janeiro, RJ, Brasil
+5521991291074

Como identificar resíduos plásticos?

O Blog da Polen é um espaço exclusivamente dedicado ao compartilhamento, divulgação e publicação de notícias, artigos, colunas e relatórios sobre o universo dos resíduos sólidos no Brasil e no mundo. Aqui você encontrará conteúdo relevante, escrito por profissionais com experiência e vivência no setor. Dentre as pautas a serem abordadas, estão: guias de boas-práticas na gestão de resíduos; legislação e regulação do setor; novas tecnologias, soluções e aplicações para o reaproveitamento, reuso e reciclagem dos resíduos; economia-circular; logística-reversa e muito mais!

Como identificar resíduos plásticos?

O Brasil produz cerca de 10.5 milhões de toneladas de resíduos plásticos anualmente, segundo a Agência Brasil. Este material, que está presente em praticamente todas as casas brasileiras, possui um potencial de reciclagem enorme que é pouco explorado, apenas 10% é reciclado no país. Se todo o material fosse reciclado, seria injetado R$5.7 bilhões na economia nacional. Ao mesmo tempo, esse cenário representa uma oportunidade de mercado, tanto para empresas geradoras dos resíduos quanto para recicladoras. A fim de explorar este negócio, as primeiras perguntas que seus dirigentes devem fazer é: qual é este tipo de plástico? Ele é reciclável? Onde costuma ser utilizado? Se você também está com essas dúvidas, saiba que é temporário. Esse texto irá lhe esclarecer exatamente estes pontos.

O que são resíduos plásticos?

Os resíduos de plásticos podem ser divididos em pós-indústria ou pós-consumo. Os pós-indústria são provenientes de processos produtivos como aparas, enquanto os pós-consumo são após o descarte dos consumidores, em sua maioria, embalagens.

A matéria-prima do plástico é o petróleo. Este, por sua vez, é formado por uma mistura de compostos que são separados e enviados compostos a centrais petroquímicas, onde dão origem aos monômeros – pequenas moléculas que podem ligar-se entre si. Os monômeros se unem formando grandes cadeias moleculares denominadas polímeros, que resultam no plástico. O plástico é um polímero sintético, mas também existem polímeros naturais, como algodões e madeiras.

Classificações dos Resíduos Plásticos

Os polímeros podem ser classificados em Termoplásticos e Termofixos. Os primeiros se referem a plásticos que não sofrem alterações estruturais quando aquecidos, e após o resfriamento eles podem ser novamente moldados. Enquanto isso, os termofixos, que representam cerca de 20% do total consumido no país, são aqueles que uma vez moldados não podem ser fundidos e remodelado, impossibilitando a reciclagem mecânica.

Visto que nem todos os plásticos são facilmente recicláveis, é importante saber diferenciar as categorias existentes.

Termoplásticos

Os termoplásticos são divididos, de acordo com a norma técnica, e podem ser reconhecidos através da seguinte numeração:

  1. Polietileno Tereftalato — PET

Muito utilizado por ser impermeável, leve, transparente e inquebrável. Esse material é um dos mais reciclados pelas empresas. Sua resina é encontrada em garrafas de refrigerante, bandejas para microondas e filmes para áudio e vídeo. Já seu uso reciclado costuma ser em fibras para carpete e estofamentos, acessórios e objetos diversos e materiais da indústria têxtil.

2. Polietileno de Alta Densidade — PEAD

Assim como o PET, o PEAD é inquebrável, impermeável e leve. Porém, também é resistente a baixas temperaturas, é rígido e possui resistência química. É considerado um dos melhores materiais para ser utilizado com alimentos naturais e industrializados, e também costuma ser reciclado. Embalagens para detergentes, caixas de leite de plástico e sacolas de supermercado são exemplos de onde é aplicado, enquanto embalagens de óleo para motor, tubulações de esgoto e conduítes são objetos que possuem o material reciclado.

3. Policloreto de Vinila — PVC

Esse material tem como características ser rígido, transparente, impermeável, resiste à temperatura e é inquebrável. É conhecido também como vinil e é formado pela união do etileno com o cloro. É reciclável, mas menos usual que os anteriores. Cones de trânsito, brinquedos e bolsas de sangue possuem este material em sua composição e, após a reciclagem, ele costuma ser aplicado em mangueiras de jardim e em cabos em geral.

4. Polietileno de Baixa Densidade — PEBD

O PEBD é flexível, leve, transparente e impermeável. É outro tipo de material plástico reciclável. A aplicação desta resina se dá em sacos de lixo, bolsa para soro medicinal e sacos de pão. Sua reciclagem possibilita que ele componha envelopes, filmes e tubulações para irrigação.

5. Polipropileno — PP

Conserva o aroma, é inquebrável, transparente, brilhante, rígido, e resistente às mudanças de temperatura. É reciclável e muito comum nas indústrias automobilísticas e na construção civil. Integra tubos para água quente, carcaças de baterias automotivas e canudos de plástico. Quando reciclado compõe vassouras, escovas e bandejas.

6. Poliestireno — PS

O Poliestireno é transparente, leve, brilhante, rígido, inquebrável, brilhante, impermeável, capaz de isolamento térmico, possui flexibilidade, grande moldabilidade sob ação do calor e baixo custo. Exemplos: Potes para iogurte, talheres de plástico e aparelhos de barbear descartáveis. Não costuma ser reciclado, porém quando passa por esse processo integra placas de isolamento térmico e bandejas.

7. Outros

São plásticos oxibiodegradáveis, bisfenol, plásticos feitos a partir de beterraba e mandioca (entre outros), plásticos compostos pelos seis tipos de plástico citados anteriormente e tipos como ABS/SAN, EVA e PA. São aplicados em garrafas de água reutilizáveis de 3 a 5 litros, em peças técnicas e de engenharia e corpos de computadores e telefones. Quando misturados e reciclados podem ser utilizados em madeiras plásticas.

Termofixos

Enquanto isso, os termofixos são divididos em:

  1. Poliuretano – PU

Possui como principais características flexibilidade, leveza, resistência à abrasão e a possibilidade de design diferenciado. Exemplos: Espumas macias para colchões, telefones e peças industriais elétricas.

2. Acetato-Vinilo de Etileno – EVA

O EVA é flexível e resistente ao mesmo tempo. Exemplos: Solados de tênis e chinelos, materiais de artesanato e equipamentos de academia.

3. Baquelite

É uma resina sintética resistente ao calor, quimicamente estável, forte, infusível e que pode ser moldada na fase inicial. Ela foi o primeiro produto plástico. Exemplos: Cabos de panela, interruptores e componentes de rádio.

4. Resinas Fenólicas

Possuem bom comportamento térmico, altos níveis de força e resistência, longas estabilidades térmicas e mecânicas e são isolantes térmico e elétrico. Exemplos: Bolas de sinuca, adesivos e revestimentos.

Identificando os resíduos plásticos

Garrafas PET são exemplos comuns de resíduos plásticos

Garrafas PET são exemplos comuns de resíduos plásticos

De acordo com o Setor Reciclagem, é possível identificar os tipos de plástico pela densidade, odor ou teste de chama. Todo material com densidade maior que 1 g/cm3 (densidade da água) flutua. A tabela abaixo resume as particularidades de cada resíduo plástico:

Resina
Teste de Chama
Observação
Odor

Ponto de Fusão Amadurecimento

Densidade g/cm3
Polietileno de baixa densidade (PEBD) Chama Azul
Vértice amarelo
Pinga como vela Cheiro de vela 105 0,89
0,93
Polietileno de alta densidade (PEAD) Chama Azul
Vértice amarelo
Pinga como vela Cheiro de vela 130 0,94
0,98
Polipropileno (PP) Chama amarela, crepita ao queimar, fumaça fuliginosa Pinga como vela Cheiro Agressivo 165 0,85
0,92
ABS Chama amarela, crepita ao queimar, fumaça fuliginosa Amolece e pinga Monômero de estireno 230 1,04
1,06
SAN Tal qual PS e ABS, porém fumaça menos fuliginosa Amolece e Pinga Borracha queimada 175 1,04
1,06
Poliacetal Chama azul sem fumaça com centelha Amolece e borbulha Monômero de estireno 130 1,08
Acetato de celulose Chama amarela, centelhas queimando Cuidado ao cheirar Formaldeído 175 1,42
1,43
Acetato de butirato de celulose Chama azul faiscando Ácido acético 230 1,25
1,35
PET (Polietileno Tereftalato) Chama amarela, fumaça mas centelha Manteiga rançosa 180 1,15
1.25
Acetato de vinila Chama amarela esverdeada 255 1,38
1,41
Policloreto de Vinila (PVC) rígido Chama amarela, vértice verde Chama auto extinguível 127 1,34
1,37
Policloreto de Vinila (PVC) flexível Chama amarela, vértice verde Chama auto extinguível Cheiro de cloro 150 1,19
1,35
Policarbonato Decompõe-se, fumaça fuliginosa com brilho Chama auto extinguível Cheiro de cloro 150 1,19
1,35
Poliuretanos (PU) Bastante fumaça Acre 230 1,20
1,22
PTFE Deforma-se Chama auto extinguível 205
327
1,21
2,14
2,17
Nylon-6 Chama azul, vértice amarelo, centelhas, difíceis de queimar Formam bolas na ponta 215 1,12
1,16
Nylon-66 Chama azul, vértice amarelo, centelhas, difíceis de queimar Formam bolas na ponta Pena e cabelo queimado 260 1,12
1,16
Nylon – 6,10 Chama azul, vértice amarelo, centelhas, difíceis de queimar Formam bolas na ponta Pena e cabelo queimado 215 1,09
Nylon – 11 Chama azul, vértice amarelo, centelhas, difíceis de queimar Formam bolas na ponta Pena e cabelo queimado 180 1,04
Poli (metacrilato de metila) Queima lentamente, mantendo a chama, chama amarela em cima, azul em baixo. Amolece e quase não apresenta carbonização Não pinga Cheiro de alho ou resina de dentista 160 1,16
1,20

Agora que você entendeu as classificações dos resíduos plásticos, como identificá-las e onde elas tem potenciais para serem utilizadas, que tal começar a comercializar? Através da Plataforma da Polen, nossa plataforma online de comercialização de resíduos entre empresas, você encontra empresas vendendo e comprando sucata de plástico. Cadastre-se clicando aqui, é gratuito!

Se este texto ajudou sua empresa a identificar os resíduos que ela produz ou procura, compartilhe nas redes sociais!

 

Descubra quanto sua empresa pode faturar através de nossa ferramenta gratuita: "Calculadora do Potencial Econômico dos Resíduos Plásticos"

Referências

Setor Reciclagem, Agência Brasil, Embalagem Marca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *